Mostrando postagens com marcador esculturas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador esculturas. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Máscaras- diferentes formas de um mesmo rosto...

Há um pouco mais de 20 anos atrás eu estava apaixonada por uma pesquisa que decidi fazer sobre Máscaras. E decidi fazer uma porção delas, usando diferentes materiais e formas de apresentar o mesmo rosto.
Ora, por que fazer sempre só com os mesmos materiais, não é? Como ficaria um mesmo rosto com outros materiais em Máscaras? Afinal de contas eu tenho uma curiosidade natural e nós também temos em nosso mesmo rosto, uma porção de expressões, não é mesmo?
E usei diferentes suportes desde molduras antigas até pedras, e então integrei Máscaras à fotografias, vidro, espelho, usei papel, papelão, gesso, cerâmica esmaltada, terra cota, metal, banho de cobre, madeira, ferro, pedras, casca de ovos, areia, resina, conchas, cavacos de alumínio e até seda...rs...
Usei as técnicas disponíveis e inventei algumas...rs...
Trabalhei muito! Me diverti bastante.
Só pra esclarecer: Máscaras não estavam, naquela época, nem na categoria da Arte, nem do Artesanato.
Confesso que acho que isto combina mesmo com o que a Máscara representa, e por isto me apaixonei ainda mais, pois como a que está em nosso rosto e se modifica, pode pertencer a uma coisa e outra, está um pouco em tudo... é necessária para nossa proteção ou para mostrarmos o que vai em nossa alma... é como a própria vida - não é estática nem congelada. E em meu trabalho eu consegui fazer artesanatos, e até esculturas que foram premiadas... Que delícia lembrar! É maravilhoso quando a gente pode explorar com o tato e o coração, e sob todos os ângulos, a nossa paixão!



















Texto, fotos e máscaras: Vera Alvarenga

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Fotos da Exposição de Máscaras e Esculturas de Paraty.

Então, aqui estão outras Fotos da minha Exposição de Máscaras/Fotos e Esculturas em Paraty.
Como disse no post anterior, foi intenso este trabalho.O salão de cima da Casa de Cultura de Paraty estava à minha disposição. Eu tive a idéia de fazer o "quarto escuro" e Diuner, Themilton e uma pequena equipe me garantiram que fariam esta montagem. Os desenhos, esculturas, Máscaras , cipó, galhos secos e folhas para simbolizar a Mata Viva...seria por minha conta.
Foi uma experiência maravilhosa.
















Fotos Vera Alvarenga

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Compartilhe com...